29 jan 2017

Windows 10 ganha opção para liberar automaticamente espaço no PC

A Build 15014 do Windows 10, liberada para os membros do sistema Insider Preview, revela que a Microsoft está preocupada em evitar que seu PC fique cheio de arquivos desnecessários. A partir dessa versão do sistema operacional, é possível configurá-lo para apagar automaticamente arquivos temporários que não estão mais em uso.

A plataforma também passa a se encarregar de tirar da lixeira qualquer arquivo que esteja lá há mais de 30 dias — período generoso que evita que você se livre de documentos por acidente. Além disso, a desenvolvedora oferece uma série de conselhos para o usuário que deseja liberar espaço em disco, mas não quer ter que se livrar de softwares e dados considerados importantes.

A nova opção deve ser ativada pelos usuários para passar a funcionar

Por medidas de segurança, a novidade chega aos usuários desabilitada como padrão, sendo preciso ir às configurações de armazenamento do sistema para encontrá-las. Embora uma data de lançamento definitiva do recurso ainda não tenha sido definida, tudo indica que ele deve chegar à maioria dos usuários a partir do Creators Update, agendado para abril deste ano.

IMAGEN(S)

Share this
29 jan 2017

30 anos de Windows: veja a evolução visual do sistema operacional

Em 20 de novembro de 1985, a ainda minúscula Microsoft apresentava ao mundo o Windows 1.0, um sistema operacional que sucedia o MS-DOS. Nem mesmo os mais ambiciosos funcionários da empresa deviam imaginar a proporção que o produto tomou, já que ele se transformou em um dos serviços mais utilizados do mundo na área de computação.

Para celebrar os 30 anos da plataforma, o The Verge fez uma galeria visual com a evolução gráfica do Windows, mostrando quais eram as preocupações e principais inovações de cada versão. Pelas ilustrações, acompanhamos não só as mudanças da Microsoft, mas também em toda a indústria.

É curioso notar que, antes do “jurássico” Windows 1.0, tudo era feito a partir de comandos de texto. Será que você conseguiria viver assim hoje em dia?

Windows 1.0 (1985)

Entre tantas outras novidades, essa versão apresentou uma interface gráfica para o usuário. Além disso, havia suporte ao mouse e apps importantes que viraram tradicionais de qualquer computador.

Windows 2.0 (1987)

Não são tantas as mudanças, já que o hardware pouco evoluiu. Porém, apps como Word e Excel ganharam suas primeiras edições.

Windows 3.0 (1990)

A partir daqui, as versões passam a ser a primeira edição de muita gente. Esse Windows já tinha uma interface bem menos “quadrada” e técnica, com um visual mais limpo para acessar pastas e programas. Na versão 3.1, que chegou em seguida, estreava o frustrante e divertido jogo “Campo minado”.

Windows NT 3.5 (1994)

A Microsoft desde cedo começava a se voltar não só para o consumidor doméstico, mas para empresas. Funções de segurança e compartilhamento de arquivos, essenciais para corporações, viraram possibilidades. Note também a maior diferenciação de cores e a evolução no desenho dos ícones.

Windows 95 (1995)

Esse clássico foi uma das atualizações mais importantes de todas. A arquitetura passou a ser 32 bits, certos padrões visuais que duraram anos foram adotados aí e o Menu Iniciar foi implementado. Em uma atualização posterior, nasceu também o Internet Explorer.

Windows 98

Adotando a estratégia do “em time que está ganhando não se mexe”, a Microsoft focou bastante em suporte e desempenho para essa versão. Várias novidades também focaram no acesso à internet e em programas de rede como Active Desktop, Outlook Express, Frontpage Express e Microsoft Chat.

Windows ME – Millenium Edition (2000)

Esse Windows foi um dos grandes fracassos da companhia. O visual era pouco desenvolvido e o sistema tinha bugs e instabilidades. Surgiram programas como o Movie Maker, enquanto o Windows Media Player ganhou uma nova versão.

Windows 2000 (2000)

Cuidado para não se confundir. Esse Windows era voltado para servidores e clientes de corporações. Baseado no Windows NT, ele contava com novas funções de segurança de arquivos, cache em DLL e outras novidades mais técnicas.

Windows XP (2001)

Passou só um ano, mas parece que foram vários. O Windows Xp tinha um design mais curvo e menos achatado, apostando mais em cores vivas e serviços intuitivos. Ele combinou funções tanto caseiras quanto para negócios, justamente para se popularizar entre ambos os segmentos.

Windows Vista (2007)

O Vista foi importante em vários sentidos: ele apresentou a interface gráfica Aero e novas ferramentas de segurança. Porém, ele foi mal recebido pelo consumidor e só rodava realmente bem em máquinas mais novas e potentes. O controle de contas surgiu trazendo personalizações, mas o seu uso e configuração foram criticados.

Windows 7 (2009)

O Windows 7 tirou a imagem ruim do Vista e virou uma das versões mais populares entre todas. A interface de usuário aproveitou o sistema de contas e aprimorou os gráficos em geral.

Windows 8 (2012)

A inteface Metro mudou radicalmente o visual do sistema operacional e teve recepção mista, especialmente pelos mais tradicionais que não o usariam em um tablet. O Menu Iniciar virou a Tela Iniciar com os ícones se transformando em “tiles”. A loja de aplicativos e novos serviços oficiais da Microsoft davam padrão ao um visual da empresa.

Windows 10 (2015)

O Menu Iniciar voltou, combinado com as tiles da versão anterior. O Internet Explorer virou o Microsoft Edge, a Cortana está acoplada no sistema e há bastante integração com o Xbox One. Há ainda a possibilidade de usar múltiplos desktops. A experiência é bem dividida entre tablets e PCs.

Qual foi a sua primeira versão do Windows? Comente no Facebook da JdWeb.

IMAGEN(S)

Share this
27 jan 2017

Galaxy S8 tem primeira foto vazada; veja também suposto preço

Vários rumores sobre os novos Galaxy S8 da Samsung vêm pipocando há muitos meses, mas hoje uma tonelada de detalhes relativamente confiáveis apareceu na web. O famoso e confiável @evleaks, junto com o VB, é o responsável pelo vazamento. Tivemos a primeira foto, supostos preços e outros detalhes revelados sobre os novos tops de linha da Samsung.

  • Na imagem, é possível conferir dois supostos Galaxy S8, um de costas e outro de frente. O tradicional botão home desapareceu, e o celular deve contar agora com teclas de navegação virtuais, seguindo finalmente o padrão da Google. Em consequência disso, o leitor de digitais foi movido para a parte de trás, ao lado da câmera.

Falando em tamanho, os novos smartphones da Samsung seriam realmente grandes, mas devem utilizar bem o espaço da face frontal com a tela. Os displays Super AMOLED de 5,8 e 6,2 polegadas devem ocupar praticamente 83% da frente dos novos celulares. Ambos devem ter as laterais curvas, e isso nos deixa na dúvida: os dois serão “Edge” ou nenhum deles vai levar esse sufixo?

Esse tamanho avantajado fará inclusive com que as telas dos dois fiquem no aspecto 18,5:9 em vez do padrão da indústria 16:9. A resolução será o já comum na categoria 2K QHD.

Confira as especificações vazadas

  • Processadores: Snapdragon 835 ou Samsung Exynos
  • RAM: 4 GB
  • Armazenamento: mínimo de 64 GB + espaço para micro SD de até 256 GB
  • Telas: Super AMOLED 5,8 e 6,2 com resolução 2K
  • Câmeras: 12 MP com f/1.7 traseira e 8 MP frontal
  • Conexões: USB-C e plugue de 3,5 mm para fones de ouvido
  • Extras: leitores de digitais e de íris
  • Baterias: 3.000 e 3.500 mAh

 

Apesar de as câmeras contarem com as mesmas resoluções dos modelos Galaxy S7 e S7 Edge, os sensores embarcados devem ser melhorados, e haverá recursos de software para reconhecer embalagens de produtos, por exemplo, e facilitar a pesquisa de preços na web, entre outras possíveis funções.

Ambas as opções de processador devem ser 11% mais rápidas , mas serão 20% mais econômicos em questão de bateria

No que tange ao hardware, ambas as opções de processador devem ser 11% mais rápidas que os atuais, mas serão 20% mais econômicos em questão de bateria.

Fora isso, como já havia sido comentado anteriormente, os novos tops de linha da Samsung devem contar com um recurso parecido com o Continuum da Microsoft, que oferece uma interface desktop para o usuário quando o celular é conectado a um dock, com portas para monitores e periféricos USB. Como exatamente isso vai funcionar, ainda não sabemos, e também não temos detalhes acerca do tal dock.

 

Lançamento e preço

De qualquer maneira, os dois celulares não devem aparecer na MWC 2017, como já foi confirmado pela Samsung. VB e @evleaks, entretanto, dizem que a data de lançamento fica para 29 de março, com um evento exclusivo sendo realizado em Nova York. O atraso é decorrente do novo procedimento de testes da Samsung para baterias, implementado depois do fiasco do Note 7.

O VB ainda fala de preços para a Europa: €799 (~R$ 2,7 mil) para a versão menor com 64 GB e €899 (~R$ 3 mil) para a maior, com a mesma capacidade de armazenamento. Eles devem começar a ser vendidos na região em 21 de abril.

Vale destacar que, apesar de as fontes serem confiáveis, nada disso é oficial, e esses detalhes podem muito bem não serem verdadeiros.

FONTE(S)

IMAGEN(S)

Share this
11 dez 2016

Saiba como encontrar todos os links em uma conversa do WhatsApp.

Já se perdeu para encontrar algum link da internet muito bom que você enviou ou recebeu em uma conversa do WhatsApp? Pois saiba que existe uma forma simples de recuperá-los.

Siga os passos abaixo, que são um pouco diferentes para as versões Android e iOS do aplicativo de mensagens.

Reprodução

Android

1) Já no WhatsApp, entre em alguma conversa individual ou em grupo.

2) Clique nos três pontos no canto superior direito da janela para acessar o menu da conversa;

3) Clique em “Mídia” ou “Mídia do grupo” (se for conversa em grupo)

4) Na próxima janela você tem acesso a todas as fotos, vídeos e links divulgados dentro da conversa em questão. Clique na aba “links”

5) Pronto, lá estarão todos os links de internet compartilhados por você ou as outras pessoas envolvidas na conversa.

Reprodução

iOS

1) Já no WhatsApp, entre em alguma conversa individual ou em grupo (quarta aba na parte inferior da tela).

2) Clique no nome do seu contato ou do grupo, no alto e centro da tela.

3) Aparecerá a janela “Dados do grupo” ou “Contato” (em conversa individual). Nesta janela, clique na opção “Mídia, links e docs”

Reprodução

4) Na próxima janela você tem acesso a todas as fotos, vídeos e links divulgados dentro da conversa em questão. Clique na aba “links”

5) Pronto, lá estarão todos os links de internet compartilhados por você ou as outras pessoas envolvidas na conversa.

Share this
11 dez 2016

Quer achar as mensagens do WhatsApp com mais facilidade? Aprenda truque.

Às vezes alguém manda um endereço ou uma informação importante em uma conversa do WhatsApp, mas ela se perde no meio de tanto diálogo? Para não depender única e exclusivamente da memória, que tal favoritar o texto?

Reprodução

O recurso não é novo, mas ainda é desconhecido por muitos usuários. O processo é bastante simples. É possível guardar mensagens de textos, imagens, áudios e até vídeos.

No Android, para favoritar esses conteúdos, basta pressionar a mensagem desejada por alguns segundos para que ela seja selecionada. Na sequência, clique na estrela que aparece na parte superior da tela e pronto.

Para achar tudo que você incluiu entre os favoritos, na tela principal do app (fora de conversas) toque nos três pontinhos (na parte superior direita da tela) e selecione “mensagens marcadas”. Todos os assuntos marcados, em todas as conversas, aparecerão em ordem cronológica. Para excluir aquele conteúdo que não faz mais sentido manter o status de importante, basta selecioná-lo e clicar no símbolo da estrela com um traço no meio.

O processo no iOS é muito similar. Selecione a mensagem que deseja favoritar e clique no ícone da estrela que aparece na parte superior. Já para ter acesso aos conteúdos dos favoritos, vá em “Ajustes” > “Mensagens marcadas”.

Share this
20 ago 2016

Pokémon GO: foi banido injustamente? O que pode ser feito? Confira

Conforme noticiamos há pouco tempo, a Niantic começou uma onda de banimentos para punir os jogadores que utilizavam recursos que iam contra os termos da desenvolvedora, como o clássico Fake GPS. Contudo, muitos usuários têm relatado que foram pegos neste pente fino, mas de forma injusta, pois nunca praticaram nada errado. Se você está nessa situação, essa matéria pode ajudá-lo.

As ações da empresa vieram em boa hora, pois com o lançamento do game no Brasil, muitos usuários tinham contas muito mais poderosas que os recém-iniciados. Depois de muitas denúncias, a Niantic começou a tirar os jogadores que atrapalhavam a brincadeira dos demais, criando um ambiente mais agradável. Infelizmente, parece que alguns inocentes rodaram junto. Confira o que fazer para se livrar dessa injustiça.

 Foi banido? E agora?

A única solução é falar com a Niantic

A Niantic pode ter um suporte ruim para os usuários, mas com as injustiças cometidas pela empresa não teve jeito: a desenvolvedora colocou no ar uma página que serve para reclamar de um banimento errado, ou seja, que não era merecido. Para tentar recuperar a sua conta, você precisa preencher este formulário e enviá-lo à companhia.

Como a ajuda é toda em inglês, é necessário que a mensagem seja redigida na língua estrangeira também. Lá, você deve informar o email associado à conta banida e o seu nome de usuário. Para facilitar o seu atendimento, é recomendável que você poste uma foto que ajude a esclarecer a situação, pois uma prova que comprove uma viagem internacional, por exemplo, pode ser um fator importante para auxiliá-lo.

Formulário

Contudo, vale ressaltar algumas coisas que geram banimento: usar emulador de Android com Fake GPS, logar com contas de terceiros no seu aparelho com frequência (a Niantic entende isso como uma forma de Fake GPS, portanto, não peça para o seu amigo que está nos EUA logar por você), usar apps de terceiros para facilitar a jogatina (como Pokémesh) etc. O banimento nem sempre é permanente, pois de vez em quando a sua conta pode ficar bloqueadas por algumas horas.

Em outras palavras: não adianta pedir arrego para a Niantic se você quebrou os termos estabelecidos pelo game. Contudo, se você foi uma das vítimas deste ban automático, vale a tentativa. Lembrando que, se você foi realmente banido, a desenvolvedora envia um email que explica as razões do bloqueio da conta.

FONTE(S)

IMAGEN(S)

Share this
20 ago 2016

Caiu? Snapchat está fora do ar para muitos usuários.

Usuários de várias partes do mundo estão relatando em redes sociais que o Snapchat está fora do ar. Ao checar sites como o DownDetector, também podemos notar que “problemas de rede” estão sendo indicados principalmente na América do Norte e na Europa — alguns também no Brasil.

Os problemas publicados vão desde a impossibilidade de publicação no “Minha História” até a falha na conexão com o Snapchat. O próprio aplicativo, em declaração no Twitter, disse o seguinte:

 “Alguns snapchattters estão com problemas no aplicativo. Obrigado por nos avisar, estamos prestando atenção nisso agora”, escreveu o perfil Snapchat Support. Ao que parece, o problema teve início no começo da tarde dessa sexta-feira (19).

 

FONTE(S)

Share this
20 ago 2016

Lojas da Apple não vão mais se chamar ‘Apple Store’

A Apple está realizando um processo curioso ao redor do mundo. A partir de agora, as lojas oficiais da empresa estão deixando de ser chamadas de “Apple Store”.

Isso significa que as lojas Apple Store Valley Fair ou Apple Store Union Square vão ser chamadas apenas de “Apple Valley Fair” e “Apple Union Square”, por exemplo.

De acordo com fontes norte-americanas, a Apple já teria enviado memorandos aos funcionários para informar que vai haver a mudança será total e que, em breve, isso será visto em todas as lojas físicas e também na versão virtual.

Antigamente: “Apple Store The Grove”

O grande motivo para essa mudança está na experiência oferecida pelos estabelecimentos. Nos Estados Unidos, as lojas Apple são locais de eventos, apresentações musicais, exposições artísticas e muito mais. Com isso, faz sentido tirar o nome “loja” de todas as filiais. Ou seja: as pessoas encontram nelas mais do que um local para comprar iPhones.

Você concorda com a proposta da Apple?

FONTE(S)

Share this
20 ago 2016

Atualização recente do Windows 10 causa problemas em milhões de webcams

Windows 10 fez um ano de aniversário recentemente e, para comemorar, a Microsoft lançou uma atualização gigantesca com várias correções de erros e melhorias solicitadas pelos usuários.

O update melhorou o uso de vários dispositivos, mas parece que, ao tentar ajustar algumas coisas, a desenvolvedora causou alguns inconvenientes para várias pessoas que utilizam webcams conectadas via USB.

 De acordo com a informação reportada pelo site Thurrott, a atualização de aniversário do Windows 10 impede o uso da codificação via MJPEG e H264, forçando os componentes a usarem o método YUY2. O problema é que alguns modelos não estão programados dessa forma e podem apresentar travamento (com imagens que congelam) em vários aplicativos.

Por que a Microsoft fez isso? Segundo a explicação oficial, o update mais recente permite que a câmera seja acessada em novos locais do sistema e por mais aplicativos, porém manter a permissão para codificação em MJPEG e H264 resultaria em duplicação de processamento, o que, consequentemente, prejudicaria o desempenho da webcam.

A Microsoft informou, em uma declaração genérica, que não há muitos relatos sobre este problema, mas que o erro será identificado e corrigido assim que possível. Usuários que atualizaram recentemente, podem reverter o update em até 10 dias. Aqueles que já passaram desse período, devem aguardar até que a Microsoft libere uma nova atualização em setembro.

FONTE(S)

Share this
14 ago 2016

Notebook da MSI terá SLI de GTX 1080 com GDDR5X para rodar jogos em 4K.

Diferente do que aconteceu em gerações anteriores, a NVIDIA não deve ter chips gráficos especialmente desenhados para notebooks.

O motivo para tal decisão por parte da fabricante é que a arquitetura Pascal permite levar os mesmos componentes de desktop para os aparelhos portáteis, ou seja, em vez de termos a GTX 1080M nos notebooks, vamos ter acesso à GTX 1080 original.

A informação foi confirmada por algumas especificações de produtos que pintaram na web recentemente. Primeiramente, a MSI deixou vazar algumas informações sobre seu notebook GT83VR TITAN SLI, que, como o nome sugere, vai trazer uma combinação de dois chips gráficos, com módulos de memória do tipo GDDR5X.

Segundo os detalhes publicados no site VideoCardZ, o modelo em questão deve trazer dois chips gráficos GTX 1080, sendo capaz de prover 40% a mais de desempenho do que o modelo com um único componente gráfico.

Os benchmarks da MSI indicam que o aparelho é capaz de marcar 9.300 pontos no 3D Mark Fire Strike Ultra (que roda em 4K). Vale notar que uma TITAN X (para desktop) marca 4.000 pontos neste teste, enquanto que a GTX 1080 (também para desktop) consegue 5.000 pontos. Confira as especificações do produto abaixo:

Especificações MSI GT83VR TITAN SLI

  • Tela: 18,4 polegadas Full HD
  • Processador: Intel Core i7-6920HQ
  • Memória RAM: 64 GB DDR4 2.400 MHz
  • Gráficos: 2 x GTX 1080 com 8 GB GDDR5X (total de 16 GB)
  • Armazenamento: 2 x M.2 512 GB (Super RAID 4) + 1 TB 7.200 RPM
  • Leitor óptico: sim, gravador de Blu-ray

Primeiras imagens da GTX 1080 para notebooks

Todos os detalhes da MSI são bastante esclarecedores, mas o site PurePC também mostrou o hardware interno do notebook da Clevo. O modelo P870DM3-G vem equipado com duas placas GTX 1080 e, conforme podemos conferir nas imagens, o aparelho não usa o padrão MXM, mas traz uma versão personalizada pela fabricante.

Ainda de acordo com uma captura de tela publicada no site Baidu, a frequência do chip gráfico chega quase a 1,6 GHz, enquanto que a memória roda a 5.005 MHz — o mesmo valor que vemos nos módulos da placa para desktops. Na imagem, ainda podemos conferir que o componente pode atingir até 85 graus Celsius.

FONTE(S)

Share this

© 2014 JdWeb Hospedagem. All rights reserved.

Click Me
WordPress and WHMCS integration by i-Plugins